Biografia

Emma Charlotte Duerre Watson nasceu no dia 15 de abril de 1990, às 18h, na cidade de Paris, na França. Filha dos advogados ingleses Chris Watson e Jacqueline Duerre, Emma foi criada na Inglaterra. Tem um irmão 3 anos mais novo, Alexander, um meio-irmão, Tobby Watson, e duas meia-irmãs, as gêmeas Nina e Lucy Watson; todos por parte de pai.

Quando Emma tinha 5 anos, seus pais se divorciaram e ela se mudou para Oxfordshire, na Inglaterra, com sua mãe e seu irmão Alex. Após o divórcio, ela viajava até Londres, capital do Reino Unido, todo final de semana para passa-los com seu pai.

Em setembro de 1995, ainda aos 5 anos, Emma começou a frequentar a Lynams School, unidade maternal da prestigiada escola Dragon School, em Oxford.

Seu interesse pela atuação se manifestou pela primeira vez quando, aos 7 anos, venceu a Competição Daisy Pratt de Poesia de sua escola, recitando o poema “The Sea” (O Mar), de James Reeves.

Em 1998, aos 8 anos, Emma começou a frequentar a unidade principal da Dragon School, onde permaneceu por cinco anos.

Em 1999, aos 9 anos, Emma nunca tinha atuado profissionalmente, até que agentes de elenco do primeiro filme da série de best-sellers Harry Potter acharam-a através do seu professor de teatro. Emma ganhou a oportunidade de fazer o teste de audição para interpretar Hermione Granger eapós oito testes e ter deixado os produtores impressionados com sua confiança, Emma conseguiu o papel que a levaria a ser aclamada internacionalmente.

No ano de 2000, aos 10 anos, Emma começou a filmar o primeiro filme da saga, Harry Potter e a Pedra Filosofal, ao lado de Daniel Radcliffe e Rupert Grint. Ela estava extremamente nervosa no seu primeiro dia de gravação, mas sem razão, já que, no seu dia de estreia, em 2001, o filme quebrou recordes ao redor do mundo e Emma foi aclamada criticamente pela sua performance como a bruxa Hermione Granger.

Durante 10 anos e por mais 7 filmes, Emma continuou a interpretar o seu papel de estreia no cinema. Durante essa década, sua interpretação na saga lhe rendeu vários prêmios e indicações importantes, além de incontáveis capas de revistas. Ela foi a atriz mais nova a estrear na capa da Teen Vogue, em 2005, e na Tatler do Reino Unido, em 2007 e, desde então, tem aparecido em diversas capas de revistas conceituadas, como V, Vogue e Elle.

Em 2007, Emma aceitou pela primeira vez uma proposta para atuar fora da saga Harry Potter. Ela protagonizou o filme Dançando para a Vida (Ballet Shoes), da ABC, como Pauline Fossil. O filme foi bem recebido pela crítica e sua primeira exibição na TV teve uma marca de 5.2 milhões de telespectadores.

No ano seguinte, Emma participou pela primeira vez de um filme de animação, dando voz à personagem Princesa Pea do filme O Corajoso Ratinho Despereaux, da Universal Pictures.

Apesar de sua carreira artística agitada, Emma continuou sendo uma aluna aplicada e destacando-se em suas notas durante a escola. Aos 13 anos, começou a frequentar a Headington School em Oxfordshire e, aos 16, conquistou oito notas A+ e duas notas A nas suas provas para o General Certificate of Secondary Education (GCSE), uma qualificação acadêmica do Reino Unido. Em 2009, Emma alcançou o nível A em três matérias: Geografia, Arte e Literatura Inglesa, e o nível AS em História da Arte.

Após um ano de férias, Emma iniciou o curso de Artes Liberais em uma das universidades mais prestigiadas dos Estados Unidos, a Brown University. Ela descreveu o seu primeiro ano de curso como “a experiência mais fantástica” de sua vida. Totalmente dedicada aos estudos, em Março do mesmo ano ela interpretou a personagem Irina na produção da universidade de “As Três Irmãs“, originalmente escrita por Anton Tchekhov.

Além de sua carreira como atriz, Emma também é muito respeitada pela sua carreira como modelo, pelo seu interesse e conhecimento em Moda, além do apoio que ela deu para a Indústria de Moda Britânica. Ela foi escolhida pessoalmente por Christopher Bailey, diretor criativo da grife britânica Burberry, para ser o rosto das coleções Outono/Inverno de 2009 e Primavera/Verão de 2010. Além de ser fotografada diversas vezes para capas de revistas, Emma também já posou para as lentes de fotógrafos mundialmente renomados, como Karl Lagerfeld, Mario Testino, Nick Knight e Patrick Demarchelier.

Ainda no mundo da moda, Emma trabalhou pessoalmente com a marca pioneira de roupas orgânicas e preço justo People Tree, ajudando a fundadora Safia Minney a desenhar e desenvolver uma linha para adolescentes para a temporada Primavera/Verão de 2010. Além de ser o rosto da campanha, Emma foi creditada como Conselheira Criativa da linha Love From Emma. No ano seguinte, ela continuou a trabalhar com a marca ao colaborar e promover a coleção Primavera/Verão de 2011.

No verão de 2010, Emma participou do videoclipe da música Say You Don’t Want It da banda One Light Only.

Após os últimos dois filmes da saga Harry Potter serem gravados, Emma surpreendeu a todos ao aderir ao corte de cabelo pixie. Ela definiu o ato como “a coisa mais libertadora na vida”. Deixando a imagem de Hermione para trás, ela começou a se comportar como uma mulher adulta.

Emma continuou trabalhando na indústria da moda e em fevereiro de 2011 ela ganhou o prêmio de “Ícone da Moda” pela ELLE UK e por Vivienne Westwood. Logo depois, em março, se tornou embaixadora da marca francesa Lancôme, sendo o rosto das campanhas do perfume Midnight e da linha de maquiagem In Love.

Como amante de arte, Emma posou para o artista plástico Mark Demsteader, que produziu uma coleção de 34 retratos chamada “Emma” para seu aniversário de 21 anos. Inicialmente hesitante ao aparecer em uma exibição de fotos somente dela, acabou aceitando quando o artista disse que o lucro vindo da coleção iria ser doado para uma instituição de caridade de sua escolha. Parte do lucro recebido com a coleção foi doado à CAMFED International, uma instituição, já apoiada por Emma, dedicada a erradicar a pobreza na África e a fornecer educação à garotas.

Apesar de estar ocupada com a universidade e atividades extracurriculares, Emma adicionou mais dois filmes para sua filmografia. Ela apareceu como Lucy no filme Sete Dias com Marilyn (2011) e protagonizou o filme As Vantagens de Ser Invisível (2012) ao lado de Logan Lerman e Ezra Miller, este último o qual ela ajudou a conseguir financiamento e o estúdio de produção.

Em seu terceiro ano letivo na universidade, Emma decidiu ser uma estudante de intercâmbio e frequentou a Worcester College, em Oxford, dedicando-se à Literatura Inglesa.

2012 e 2013 foram os anos mais turbulentos para Emma. Na maior parte do tempo, ela estava no set de filmagens de Noé, adaptação bíblica dirigida por Darren Aronofsky, filme no qual ela estreou ao lado de Russel Crowe, Anthony Hopkins e Jennifer Connelly. Ela também fez uma participação especial na comédia É o Fim, de Seth Rogen, onde interpretou ela mesma.

Para interpretar a jovem Nicki Moore, uma das protagonistas de Bling Ring: A Gangue de Hollywood de Sofia Coppola, Emma passou por uma transformação, se vestindo como uma superficial, materialista e vaidosa ladra da Califórnia.

Ainda em 2013, Emma fez parte de dois projetos excepcionais. Ela posou para o fotógrafo James Houston para a série Natural Beauty, projeto com o objetivo de arrecadar fundos e aumentar a conscientização para o ambiente e a vida sustentável. Os lucros foram doados à Global Green dos Estados Unidos. No mesmo ano, Emma também foi imortalizada em cera para o conceituado museu Madame Tussauds, em Londres.

Emma iniciou 2014 participando de dois projetos diferentes de qualquer um que ela já teria realizado até aquele ponto. Em 20 de janeiro, foi lançado o EP Solace do cantor Ben Hammersley, no qual, junto com Ólafur Arnalds, Emma colaborou com gravações de sua voz em duas músicas: Pantomime and Stairwell Wall. Ela também leu e gravou poemas e cartas de amor para o aplicativo The Love Book.

Em março do mesmo ano, Emma trabalhou como Editora Especial da revista Wonderland. Ela entrevistou o elenco de Noé, J.K. Rowling e alguns dos seus artistas favoritos, além de ter posado para fotos exclusivas. As sessões editadas por Emma foram liberadas no site da revista em abril.

Em 25 de maio, Emma concluiu um ciclo importante de sua vida, graduando-se na Universidade Brown com bacharel em Literatura Inglesa. Ela estava animada em finalmente ter tempo para assumir papéis principais e que exigiam mais dedicação, mas também para participar de projetos em outras áreas. Ela disse à Wonderland: “Eu terei muito mais tempo para me focar em outras paixões, e eu quero descobrir quais serão elas. Eu amo ter algo completamente fora da indústria cinematográfica. Eu quero descobrir algo que me permitirá usar meu cérebro de outra maneira. Eu gosto de me relacionar com pessoas que não fazem parte desse mundo [do cinema] também. Eu amo pintar. Então talvez aperfeiçoe isso e frequente mais aulas de arte? Ou talvez algo diferente. Eu posso ser uma atriz em tempo integral e uma professora particular de Yoga em meio-período.”

Em julho, Emma foi nomeada Embaixadora da Boa Vontade da ONU Mulheres (UN Women), uma entidade da Nações Unidas que trabalha para erradicar a discriminação contra mulheres e garotas e luta para o empoderamento e conquista da igualdade entre homens e mulheres como parceiros e beneficiários do desenvolvimento, dos direitos humanos, da ação humanitária e da paz e segurança. Em setembro, ela discursou na sede da ONU na cidade de Nova York durante o lançamento do projeto HeForShe (ElesPorElas), que pede para que os homens defendam a igualdade de gênero. Seu discurso se tornou viral e ocasionou uma discussão global sobre o feminismo moderno.

Ainda em Setembro, Emma visitou pela primeira vez o país do Uruguai, onde fez um discurso destacando a importância da participação de mulheres na política. Em dezembro, a ONG Ms. Foundation for Women nomeou-a sua celebridade feminista destaque daquele ano.

Ainda em dezembro, Emma voltou à se destacar no mundo da moda e ganhou o prêmio de “Melhor Estilo Britânico” na premiação British Fashion Awards, o qual concorria ao lado de David Beckham, Amal Clooney, Kate Moss e Keira Knightley.

Em 2015, protagonizou dois novos longas: Colônia e Regression. Com uma pausa de um ano durante 2016 em sua carreira como atriz, 2017 está previsto para ser um grande ano para Emma, já que ela estrelará o clássico da Disney live-action A Bela e A Fera e ainda começará a trabalhar na versão cinematográfica de Queen of the Tearling, trilogia ainda não finalizada, na qual, além de protagonizar, ela também será produtora executiva.